Mamoplastia redutora

///Mamoplastia redutora
Mamoplastia redutora2018-06-28T16:56:53+00:00

Mamoplastia redutora

A mamoplastia redutora consiste em remodelar os seios, com o objetivo de atingir a forma e o tamanho desejados pelas pacientes. Este procedimento é indicado para dois grupos distintos de pacientes:

Jovens: Nestes casos, algumas meninas apresentam desenvolvimento excessivo das mamas durante a adolescência, causando desproporção física, muitas vezes com repercussões psíquicas e dores físicas na costas e tronco. Nessa situação, o procedimento vai diminuir o volume dos seios, deixando-o mais adequado a idade, altura e peso da paciente.

Adultas: A mamoplastia pode ser uma solução para casos de queda das mamas, geralmente após a gestação, ou devido ao desenvolvimento normal com a idade.

ANESTESIA: Peridural ou geral / DURAÇÃO: cerca de 3 horas / ALTA: no dia seguinte
PÓS-OPERATÓRIO: restrição ao movimento dos braços por 2 semanas. Atividades físicas após 4 semanas. Deve-se usar modeladores compressivos pelo tempo recomendado pelo médico, geralmente 2 meses.
CICATRIZES: pode ser em T invertido ou apenas vertical, dependendo do excesso de pele.

DÚVIDAS FREQUENTES

Como é um procedimento que necessita de retirada de volumes variáveis de glândula mamária e pele, a resultante é invariavelmente uma cicatriz em T invertido.

A única recomendação de idade é que a paciente já tenha atingido maturidade puberal, ou seja, que não haja mais alterações mamárias em decorrência da puberdade. Quando há dúvida em pacientes jovens, elas devem ser avaliadas por um endocrinologista. Nestes casos, é sempre importante ter acompanhamentos dos pais, especialmente se a menina for menor de 18 anos.

Devido à extensão da cicatriz e a grande manipulação de tecido mamário, existem áreas de maior vulnerabilidade para a cicatrização, que acaba ocorrendo mais lentamente, e pode variar de acordo com a pele de cada paciente.

É de extrema importância evitar esforço físico e traumas. As caminhadas leves são incentivadas para auxiliar na circulação sanguínea.

A drenagem linfática tem papel importante na recuperação destas pacientes. É indicado também fazer o uso de modeladores e meias anti-trombo. Pergunte ao seu médico quais são as melhores opções para o seu caso.

É conflitante a ideia de fazer uma mamoplastia redutora e ao mesmo tempo promover um aumento mamário com inclusão de prótese, e o procedimento é comumente desencorajado.

É possível. Seja por estímulo hormonal, gestação ou por ganho ponderal, sempre existe a chance da mama voltar crescer.  Por isso, é importante ter acompanhamento médico antes e depois do procedimento.

ENTRE EM CONTATO CONOSCO