Rinoplastia

Rinoplastia2018-06-28T16:15:32+00:00

Rinoplastia

A rinoplastia promove a escultura do nariz, remodelando a estrutura óssea e cartilaginosa, com o objetivo de harmonizar e suavizar os traços faciais, de acordo com o desejo do paciente. É comumente procurada por homens e mulheres com narizes mais proeminentes, tortos, que sofreram algum tipo de trauma, ou que desejam uma mudança para fins estéticos.

Se necessário, pode-se intervir no septo para corrigir desvios ou obstruções que possam dificultar a respiração.

ANESTESIA: local com sedação ou geral / DURAÇÃO: entre 1 e 2 horas / ALTA: no mesmo dia
PÓS-OPERATÓRIO: curativo com gesso por 1 semana. Pode ser necessário o uso de tampão nasal por alguns dias, a critério do cirurgião. Atividades normais após 1 semana, porém as equimoses podem persistir por 14 dias em alguns casos.
CICATRIZES: escondidas no interior das narinas, na columela e nas asas nasais, dependendo da técnica.

PERGUNTAS FREQUENTES

A rinoplastia é a plástica do nariz com fins estéticos. A septoplastia é um tratamento para a estrutura do septo, dentro do nariz, comumente desviada, com efeito sobre a parte funcional (respiratória) por obstruções parciais ou totais. A associação é muito comum e até mesmo incentivada e o procedimento passa a se chamar Rinosseptoplastia.

O que mais preocupa os pacientes são as equimoses (roxos) ao redor dos olhos, mas essas manchas tendem a desaparecer entre 10 e 20 dias após a cirurgia.

A primeira semana é a mais complicada. O paciente utiliza um dispositivo externo (gesso ou aquaplast) e um dispositivo interno (splint ou tampão). O splint promove maior conforto e é mais utilizado, pois permite que o paciente respire pelas narinas. Mesmo com este dispositivo, há uma tendência à obstruções na fase inicial da recuperação.

É necessário atenção especial principalmente no primeiro mês em relação a traumas e esforço intenso que podem predispor sangramentos e perda de resultado.

Pode ser que seu médico também indique a realização de drenagens linfáticas e a utilização de meias anti-trombo.

Em casos de alterações funcionais, o plano de saúde cobre parte da cirurgia. Em contrapartida, nenhuma etapa da parte estética é coberta por plano, mesmo quando realizados ao mesmo tempo. Para casos no qual o plano de saúde cobre, é necessário abrir uma solicitação após a avaliação médico, no qual o cirurgião irá comprovar a necessidade da cirurgia para melhora da saúde.

Não existe uma idade cronológica mínima, porém é necessário que o paciente tenha atingido maturidade óssea e puberal, que devem ser avaliados por endocrinologista. Nestes casos, é importante ter acompanhamento dos pais, principalmente se o paciente ainda for menor de idade.

As principais queixas estéticas que levam o paciente a procurar a bioplastia são relacionadas à giba óssea (dorso do nariz) e à ponta bulbosa (arredondada). Quanto à ponta, é comum também solicitar que fique mais empinada, em casos que se encontra caída. Outras queixas comuns são em relação as laterorrinias (desvios laterais) e também às alares (asa do nariz). São inúmeras as possibilidades de tratamento. Converse com seu médico sobre seus desejos e possibilidades.

ENTRE EM CONTATO CONOSCO